FREE Microsoft eBooks ever

Publicado: julho 10, 2014 em Sem categoria

http://blogs.msdn.com/b/mssmallbiz/archive/2014/07/07/largest-collection-of-free-microsoft-ebooks-ever-including-windows-8-1-windows-8-windows-7-office-2013-office-365-office-2010-sharepoint-2013-dynamics-crm-powershell-exchange-server-lync-2013-system-center-azure-cloud-sql.aspx

Instalar o Windows Server 2012

Agora é a hora de iniciar a instalação do servidores com o Windows Server em seu ambiente. Nesta segunda parte deste artigo, vamos começar a instalação do Windows Server 2012 na opção Server Core e, posteriormente, ele será convertido para um servidor com uma interface gráfica, (modo GUI).

Vamos seguir a seguinte ordem:

  • Instalar o Windows Server 2012 com a opção Server Core
  • Convertendo o Server Core para um servidor com uma Interface gráfica e vice-versa
  • Tarefas básicas de configuração

O Windows Server 2012 só está disponível na versão 64 bits. Assim, o hardware precisa suportar esse requisito. O próximo requisito ou exigência é o mínima de hardware para o Windows Server 2012:

  • Processador: 1.4 GHz 64-bit
  • RAM: 512 MB
  • Disco rígido: 32 GB

Você também precisa selecionar a edição correta (Data Center, Essential, ou Foundation) do servidor com base em seus requisitos de negócios e técnicos.

Nota: A exigência de hardware descrita anteriormente é um requisito mínimo para instalar o Windows Server 2012. As necessidades reais de hardware e software varia de acordo com o ambiente e os tipos de serviços que será utilizado. É recomendado realizar um planejamento de capacidade antes de escolher qual o hardware será utilizado bem como a edição do Windows Server será utilizada.

  • Inicie o servidor a partir do CD do Windows Server 2012.
  • Assim como a instalação de outros sistemas operacionais. Na primeira tela, você verá uma opção para selecionar o idioma, hora, teclado. Selecione as opções corretas com base na sua região, clique em Next.
  • Clique em Instalar agora.
  • Na próxima tela, entre com o Product Key.
  • Como mostrado na tela a seguir, você vai ver algumas opções de versão e modo de instalação como Server Core e Server with a GUI. Para esta instalação, vou selecionar a Server Core. Clique em Next.

Imagem

  • Aceite o contrato de licença. Clique em Next.
  • Como se trata de uma nova instalação, você precisa selecionar Custom: Install Windows Only (advanced) option. Para uma atualização, selecione Upgrade: Install Windows and Keep files, settings, and applications option. Clique em Next.
  • Selecione a unidade em que deseja instalar o sistema operacional. Clique em Next.

Nota: Use a opção avançada para formatar a unidade, mudar o tamanho da partição, carregar drivers e assim por diante.

Imagem

Nota: Você pode usar o botão de seta para a esquerda no canto superior esquerdo da tela para voltar para a tela anterior.

  • Selecione a unidade em que deseja instalar o sistema operacional. Clique em Next. O processo de instalação será iniciado neste momento. O processo de instalação é dividida em cinco fases distintas: Copy Windows Files, Getting files ready for installation, Installing features, installing updates, e Finishing up.
  • O servidor será reiniciado após a instalação inicial. Após a reinicialização, o servidor irá solicitar que você digite uma senha para a conta de Administrador interna. Digite uma nova senha e clique em OK para concluir a instalação.
  • Nota: Como mencionei antes, iremos instalar a versão Server Core. O procedimento mencionado anteriormente conclui a instalação do Windows Server 2012. Neste momento este servidor será um Standalone server.

Dicas: No Windows Server 2012, você pode usar o comando Setres (Set Resolution) para alterar a resolução do Windows. Agora que você terminou a instalação do sistema operacional Server Core. Antes de iniciar a configuração deste servidor, vou explicar o processo de converter este servidor em um servidor com a interface gráfica.

Para saber mais sobre o Setres, consulte: http://technet.microsoft.com/en-us/library/jj603036.aspx

No próximo post vamos mostrar como transformar uma instalação do Windows Server 2012 Server Core, em uma instalação Full, ou modo GUI.

Obrigado e até a próxima.

 

 

 

 

 

 

Este artigo tem como objetivo servir como um guia de referência para os novos Administradores do Windows Server que estão realizando sua primeira migração do Windows Server 2008/2008 R2 para o Windows Server 2012/2012 R2. Este artigo, irá fornecer muitos “How-to”, instalar, configurar, migrar e Administrar o Windows Server 2012 em um ambiente real.

Há muitas maneira de atualizar o seu ambiente computacional atual, para um ambiente com o Windows Server 2012. A atualização no local, conhecida também como “in-place” e a migração, são duas maneiras mais conhecidas e utilizadas.

A atualização in-place refere-se a atualização do servidor atual para um novo estado ou sistema operacional sem reinstalar ou reconfigurar o software ou hardware. Já a migração, introduz um novo sistema operacional ou um novo hardware, que será usado para migrar todos os recursos existentes para esse novo hardware. Ambas as opções têm prós e contras.

Se você estiver executando uma atualização in-place, você precisa se certificar que todo o hardware, software e aplicações suportam o novo sistema operacional. O Microsoft Windows Server 2012 só está disponível em 64 bits. Uma vez que a atualização in-local não lhe fornece uma opção para selecionar os componentes ou os dados que você precisa migrar, este processo é chamado de “Garbage-in” e “Garbage-out”.

Um cenário de migração envolve mais processo do que apenas atualizar o sistema operacional. Ele exige um processo de migração real para todos os recursos existentes no ambiente. Também requer um hardware adicional que pode elevar os custos de migração ou coexistência. Se a empresa pode arcar com o custo do novo hardware, a migração é um método mais seguro e mais limpo do que executar uma atualização in-place.

O foco deste artigo é sobre a abordagem da migração. Ele fornece um passo-a-passo sobre como migrar os serviços existentes para um novo ambiente com Windows Server 2012/2012 R2 usando ferramentas nativas disponíveis no Windows Server.

Este artigo vai lhes fornecer detalhes de como administrar e implantar, e depois vai lhes dar detalhes de como migrar os serviços. O objetivo é ter um ambiente completo do Windows Server 2012 após a migração. Esse processo de migração pode ser de servidores de Active Directory; Serviços de Redes; Servidores de arquivos e impressão, e muito mais em um servidor Windows Server 2012.

A figura a seguir representa graficamente as tarefas envolvidas nesse processo de migração:

Imagem

Todos os detalhes e instruções passo-a-passo estão incluídas neste artigo, na seguinte ordem:

  • Instalação e Configuração do Windows Server 2012 Core e GUI
  • Administração local e remota do Windows Server 2012
  • Migração do Active Directoy e Domain Controller
  • Migração dos Serviços de Rede (DNS e DHCP)
  • Migração de Dados e Arquivos
  • Migração dos Servidores de Arquivos e Impressão
  • Migração do Hyper-V (VMs)
  • De comissionamento dos servidores antigos de Domain Controllers

Os próximos artigos, lhes darão uma visão de como instalar e configurar o Windows Server 2012/2012R2, garantindo que o mesmo esteja funcional e configurado da forma correta, com base nas melhores praticas. Na seção de migração, apresentarei detalhes e caminhos para a migração dos serviços existentes para o servidor previamente configurado. O De comissionamento dos antigos Domain Controllers, fornecendo detalhes de como de comissionar com base nas melhores praticas e criando uma infraestrutura nova em cima do Windows Server 2012/2012 R2.

Muito Obrigado e até a próxima!

Obs.: Não deixe de visitar os blog voltado a Virtualização e System Center (em breve) 

Em 01 de agosto de 2012, a Microsoft Oficialmente lançou o Windows Server 2012 para a fabricação. O anúncio foi divulgado na quarta-feira no Blog do Windows Server.

Indiscultivelmente, a maior novidade no Windows Server 2012 é a melhoria na tecnologia de virtualização – O Hyper-V. Pela primeira vez, o Hyper-V tem paridade de recursos com o VMware vSphere 5.0, e em alguns aspectos utrapassa.

Algumas das grandes melhorias que você vai encontrar no Windows Server 2012 Hyper-V são:

  • Suporte a cluster de 64 Nós e 4000 máquina virtuais [VMs]
  • Suporte para hosts com até 320 CPUs lógicas e até 4TB de memória RAM
  • VM com suporte para até 64 proc virtuais com até 1 TB de RAM
  • Suporte para VM Non-Uniform Memory Access [NUMA]
  • Suporte para múltiplos Live Migration em tempo real
  • Live Migration entre os hosts sem a necessidade de armazenamento compartilhado
  • Suporte para Storage Live Migration, que permite mover a configuração de uma VM, como: disco rígido virtual, e arquivos de instantâneo [Snapshot File] sem qualquer tempo de inatividade para a VM
  • Suporte para várias Stoarge Live Migration
  • Novo Extensible Virtual Switch, que permite multi-tenancy
  • Novo Hyper-V Replica que usa a replicação assíncrona de VMs para a recuperação de desastres e alta disponibilidade
  • NIC Teaming – placa de rede de fornecedores heterogonous

A Microsoft também anunciou o lançamento de fabricação para o Windows 8 em 1 de agosto. O Windows 8 está previsto para 26 de outubro.

Enjoy 🙂

Wilsterman Fernandes

A quarta parte desse artigo tem como objetivo mostrar passo a passo a instalação do IP Address Management.

Os próximos artigos serão sobre Demonstração das funcionalidades como:

  • Gerenciamento de espaço de endereço
  • Criar , excluir, importer e exporter endereços IP
  • Localizar Endereços IP disponíveis e criar reservas
  • Criar endereços IP disponíveis e criar reservas

 

https://skydrive.live.com/?cid=1086a9220673fc8c#cid=1086A9220673FC8C&id=1086A9220673FC8C%211490

Enjoy 🙂

Wilsterman Fernandes

A terceira parte desse artigo tem como objetivo descrever os passos necessario para a instalação de um computador cliente com o Windows 8 que atuara como cliente DHCP para essa  solução.

Download do passo a passo no link abaixo:

https://skydrive.live.com/?cid=1086a9220673fc8c#cid=1086A9220673FC8C&id=1086A9220673FC8C%211490

 

Enjoy 🙂

Wilsterman Fernandes

 

Nesta segunda parte deste artigo sobre o Microsoft IPAM [Gerenciamento de endereço IP] vamos abordar um dos quatro módulos que havia falado no primeiro artigo, esse módulo é:

Gerenciamento e monitoramento de vários servidores

O IPAM permite que os administradores monitorem e gerenciem vários servidores DHCP e monitorem diversos servidores DNS espalhados por várias regiões em um console centralizado. Com frequência, as tarefas administrativas são repetitivas em vários servidores. A capacidade de executar essas tarefas de forma uniforme entre os servidores reduz o esforço envolvido e a probabilidade de erro. O recurso MSM (gerenciamento de vários servidores) permite que um administrador edite e configure facilmente as principais propriedades de vários servidores DHCP e escopos na organização. O IPAM também facilita o monitoramento e acompanhamento do status de serviço DHCP e a utilização de escopos DHCP. O IPAM permite também a marcação de servidores com valores de campo personalizados internos e definidos pelo usuário, bem como a visualização e o agrupamento desses servidores em grupos e subgrupos lógicos. O IPAM ajuda a monitorar a integridade de uma zona DNS em vários servidores DNS exibindo o status agregado de uma zona em todos os servidores DNS autoritativos. O IPAM acompanha o status de serviço de servidores DNS e DHCP na rede.

E na segunda parte dessa serie de artigos vamos fazer a instalação do servidor DHCP passo a passo.

Instalando e configurando o servidor DHCP.

Abaixo o link para download.

https://skydrive.live.com/?cid=1086a9220673fc8c#cid=1086A9220673FC8C&id=1086A9220673FC8C%211490

Enjoy … 🙂

Wilsterman Fernandes

Este artigo tem como objetivo de fornecer instruções passo a passo para implanter o IPAM em um ambiente virtual.

O que é o IPAM

IPAM [Gerenciamento de Endereço IP] no Windows Server 2012 é uma estrutura de Descoberta, Monitoramento, Gerenciamento e Auditoria de espaço de endereço IP em uma rede Corporativa, O IPAM fornece os seguintes recursos:

Descoberta automática de infraestrutura de endereço IP

  • Exibição, relatórios e gerenciamento de espaço de endereço IP altamente personalizáveis
  • Auditoria de alteração de configurações para serviços DHCP e IPAM
  • Monitoramento e gerenciamento de serviços DHCP e DNS
  • Acompanhamento de concessão de endereço IP

Ao decorrer deste artigo vamos se aprofundar mais e mais nesse novo serviço e abordar os quatro módulos principais que são:

  • Descoberta do IPAM;
  • Gerenciamento de espaço de endereço IP;
  • Gerenciamento e monitoramento de vários servidores;
  • Auditoria operacional e acompanhamento de endereço IP.

Nesse primeiro artigo vamos abordar sobre a arquitetura do IPAM que pode ser as seguintes:

  • Distribuído: Um servidor IPAM é implantado em todos os locais da empresa.
  • Centralizado: Um servidor IPAM é implantado na empresa.

Cenário Proposto:

Este artigo demonstra a funcionalidade do IPAM no Windows Server 2012. São usados três servidores e um computador cliente.

A primeira parte desse artigo está disponivel no link abaixo:

https://skydrive.live.com/?cid=1086a9220673fc8c#cid=1086A9220673FC8C&id=1086A9220673FC8C%211490

Enjoy 🙂

 

Wilsterman Fernandes

 

 

 

Nota: Este post é baseado em uma versão Release Candidate do Produto.

O Server Core, está disponível desde o Windows Server 2008, mas com o lançamento do Windows Server 2012 adicionando mais possibilidades para o Server Core, percebi que era hora de ficar mais familiarizado com ele.

Meu outro objetivo como este post é realizar toda a configuração com PowerShell e não usar qualquer um dos comandos anteriores, como o Netsh ou DCpromo. O Windows Server 2012 vem como módulos PowerShell para a configuração de rede [Novo], como tantos outros que vamos ver nesse artigo.

Nota: Nem todos os módulos estão disponíveis para o Server Core é preciso testar antes de executa-los.

O primeiro passo é implantar o Windows Server Core 2012 em seu ambiente de Teste, eu estou utilizando uma VM criada no VirtualBox. Como o processo de deploy do Windows é simples e intuitivo não vamos entrar nessa parte.

Então para iniciar esse artigo, e começar bem, vamos digitar no prompt do Server Core o seguinte comando o PowerShell.

O próximo passo é verificar qual o nome da Interface, porque vamos utilizá-la para desabilitar o Dhcp e configurar IP e DNS.

Get-NetIPAddress –InterfaceAlias  [Com esse comando podemos ver o nome da Interface]

Agora vamos desabilitar o DHCP.

Get-NetIPInterface –InterfaceAlias *Ethernet* -AddressFamily IPv4 | where {$_.ConnectionSate –eq ’Connected’} | Set-NetIPInterface –Dhcp Disabled

Vamos dar uma olhada na configuração atual da placa de rede.

Get-NetIPAddress –InterfaceAlias *Ethernet* -AddressFamily IPv4

Agora vamos configurar um endereço estático, sub rede, e default gateway.

Get-NetIPAddress -InterfaceAlias "Ethernet" -AddressFamily IPv4 | New-NetIPAddress -IPAddress 192.168.10.10 -PrefixLength 24 -DefaultGateway 192.168.10.1

Configurando o cliente DNS utilizando um cmdlet diferente, [Set-DNSClientServerAddress]

Set-DNSClientServerAddress -InterfaceAlias "Ethernet" -ServerAddresses 192.168.10.10, 192.168.10.11

Devemos definir o sufixo DNS com o cmdlet [Set-DNSClient]

Set-DnsClient -InterfaceAlias "Ethernet" - ConnectionSpecificSuffix  Nautica.uk

Get-DnsClient -InterfaceAlias "Ethernet"

Não se esqueça de renomear corretament o computador ou a VM.[A primeira vez que estava desenvolvendo esse passo-a-passo a minha VM ficou com um nome horrível de se decorrar... :)]

Rename-Computer -NewName Gravis [Esse nome GRAVIS é a marca de tênis de Skate] :) yeah...

O Active Directory não é instalado por padrão. Devemos utilizar o comando para verificar se os binários já foram instalados.

Get-WindowsFeature *Domain*

Depois de verificar, vamos instalar a função de AD DS.

Install-WindowsFeature AD-Domain-Services

Get-WindowsFeature *Domain*

Em versões anteriores do Server Core, teríamos que executar o comando dcpromo.exe e um arquivo unattend, mas agora podemos usar o cmdlet [Install-ADDSForest].

Ficara dessa forma:

Install-ADDSForest –ForestMode “Win2012” –DomainMode “Win2012” –DomainName “Nautica.UK” –DomainNetBIOSName “Nautica” –DatabasePath “C:\Windows\NTDS” –LogPath “C:\Windows\NTDS” –SYSVOLPath “C:\Windows\SYSVOL” –InstallDNS:$true –CreateDNSDelegation:$false –Force:$true

Depois devemos especificar a senha de Safe Admin Password.

A instalação é iniciada…

Logo após processo de instalação for concluída o computador ira Reiniciar.

Agora devemos entrar com a senha de Administrator, conforme o screenshot abaixo:

Podemos validar a instalação do Active Directory utilizando alguns cmdlets Powershell do modulo do AD. Vamos listar os usuários.

Verificando alguns detalhes sobre a Floresta.

Get-ADForest

Verificando alguns detalhes sobre o Domínio.

Get-ADDomain

E finalmente vamos verificar os controladores de domínio no domínio 🙂

Get-ADDomainController

Espero que tenham gostado, porque eu gostei muito das mudanças no Server Core 2012…

Enjoy 🙂

Até mais…

Wilsterman Fernnades

Ao longo dos últimos anos, tenho visto em poucas empresas, a utilização do Windows Server Core. Quando o assunto é Server Core acham legal, se animam, gostam de ver funcionando, outros levantam a sobrancelhas, torcem o nariz :).

Mais o que realmente acontece, muitos não tem a ousadia de implantar um Server Core na empresa onde trabalha porque estão tão acostumados com a interface gráfica do Windows. Mas todos eles sabem que com uma instalação do Server Core você tem uma serie de benefícios. No Windows Server Core 2008 R2, nos tínhamos uma ferramenta chamada SCONFIG para ajudar e tornar a configuração do Server Core um pouco mais fácil. O SCONFIG tornou mais fácil a configuração do Firewall para permitir que o Server Core fosse gerenciado a partir de uma máquina com Windows 7 por exemplo.

Com o Windows Server 2012, temos outra opção. Podemos instalar um Server Core ou instalar a versão completa [Full] e simplesmente alternar entre os dois. A GUI é agora uma característica instalável que também pode ser removida.

Com esta opção, você pode utilizar o Server Core para operações diárias do seu dia-a-dia e se familiarizando com o produto, caso precise fazer algum trabalho que não se senta confortável e que prefira fazer em uma GUI, você pode adicionar o recurso de GUI. Depois de ter terminado todo o processo através da GUI, remova o recurso da GUI.

Nota: Esse processo de adicionar e remover a GUI, é necessário que o Windows seja reiniciado para validar as mudanças.

Dica: O Administrador pode fazer toda a instalação do Servidor utilizando o modo GUI do Windows Server 2012, apos fazer toda a configuração dos serviços necessarios para a sua infraestrutura, ele pode converter de modo GUI para Server Core e colocar esse servidor em produção. Com isso ele reduz o ataque a superfície, reduz o tamanho da imagem, entre outros beneficios.

Nesse artigo vamos demonstrar como converter de uma interface gráfica [GUI] para Server Core.

Se log no Windows Server 2012 com a conta de Administrator.

No Server Manager, clique em Manage à Remove Roles and Features. 

Na tela de Remove Roles and Features Wizard, clique em Next.

Na opção Server Selection, selecione o Servidor que você quer fazer a alteração para Server Core e clique em Next.

 

Na opção Server Roles, clique em Next.

Na opção Features, procure User Interfaces and Infrastructure, um Pop-up será apresentado e clique em Remove Features.

Em confirmation, selecione o checkbox Restart the destination server automatically if required, um pop-up será apresentado e clique em Yes e depois Remove.

Na opção Results, você acompanha o status de remoção das features.

Aguarde o processo de restart do servidor para validar as alterações.

Após o processo de Restart, você já pode começar a administrar o seu ambiente com o Windows Server Core.

Caso precise adicionar um papel utilizando a GUI do Server 2012, no prompt digite PowerShell e pressione Enter.

Agora digite Add-WindowsFeature Server-gui-shell e pressione Enter.

Aguarde o processo…

Após o processo ser concluído é necessário reiniciar o servidor para que seja validada as mudanças, conforme a mensagem abaixo.

Em seguida, você precisa reiniciar o servidor. Digite Shutdwon -t 0 –r e pressione Enter.

Após esse processo de restart, você pode executar suas tarefas administrativas através da GUI do Windows Server 2012.

Lembre-se que essa funcionalidade só está disponível na Instalação Full [GUI] do Windows Server 2012.

Enjoy… 🙂

Wilsterman Fernandes